• Diáconos, futuros diáconos e suas esposas realizam encontro formativo em Tubarão

Diáconos, futuros diáconos e suas esposas realizam encontro formativo em Tubarão

Thursday, November 25, 2021 | Padre Auricélio Costa

Os atuais e os futuros Diáconos Permanentes da Diocese de Tubarão, acompanhados de suas esposas, estiveram reunidos nesta tarde de domingo, Solenidade de Cristo Rei e Dia dos Leigos e Leigas. 

O evento foi promovido pela Comissão Diocesana para o Diaconado Permanente, coordenada pelo Pe. Auricélio, e ocorreu no auditório do Centro de Atividades da Catedral, em Tubarão. O casal Renato e Fátima, de Tubarão, cuidou da animação. O Diácono Raul Marcelino, de Jaguaruna, conduziu a espiritualização inicial. 

Os demais membros da Comissão (Pe. José Eduardo Bittencourt, Pe. Nilo Buss e Diác. Simão Ferreira) deram as boas vindas aos presentes. O Bispo diocesano, D. João Francisco Salm, também saudou os participantes, enaltecendo a importância da caminhada em conjunto. Parabenizou, novamente, os estudantes recém-formados na Escola Diaconal e agradeceu suas esposas pelo apoio que deram aos respectivos maridos. 

Em seguida, o jovem presbítero Pe. Lucas Bitencourt Neves, Vigário Paroquial de Humaitá (Tubarão) dirigiu a reflexão sobre o tema “A transmissão da fé”. Segundo ele, “este é um assunto muito caro para a nossa Igreja. Pois trata-se de ‘tesouros’ que a Igreja guarda e os compartilha”. 

A partir daí, ele refletiu sobre as ‘colunas’ que sustentam o processo de transmissão da nossa fé: Doutrina, Liturgia, Moral (vivência) e Oração. Pe. Lucas disse que “o coração humano revela que há algo maior, além de si mesmo. Por isso, desde os primórdios o homem busca a Deus, como bem atestam os objetos religiosos encontrados nos famosos sambaquis que temos em nossa região. Porém, na sua limitação natural, o homem não percebe a Deus. Então, Ele mesmo veio até nós, revelando-Se como Ele é”. 

O sacerdote explicou que Deus nos deu o dom da fé para podermos ir ao encontro do divino e fazermos nosso encontro pessoal com Ele. 

“Deus nos visita através da sua Palavra mergulhada dentro do coração humano. Assim, podemos afirmar que a Criação é o primeiro evangelho que recebemos. Deus foi se revelando aos homens e mulheres na história de Israel. E, desta forma, Ele acaba nos revelando a nós mesmos. Aquela tradição fruto da experiência de Israel com o seu Deus, mais tarde, foi registrada no que chamamos de Bíblia. Segundo o Papa Bento XVI, a nossa Tradição cristã ‘é como um rio que deságua no mar’”. 

Segundo o Pe. Lucas, a Sagrada Escritura é um presente de Deus para nós. 

“Ela não é rígida. E, na suas entrelinhas, podemos encontrar a Palavra viva, isto é, a Palavra de Deus! A Bíblia não é esta Palavra, mas contém a Palavra de Deus! Pois o Cristianismo não é a religião do Livro, mas, sim, a religião da Palavra! O Magistério da Igreja faz com que a Escritura e a Tradição não se percam e mantenham a lucidez”. O sacerdote lembrou que São Paulo disse “transmiti-vos o que recebi” (1Cor 15,3) e, então, incentivou os seus ouvintes: “Ouviram? Aqui está a Tradição da Igreja! É preciso passar adiante a mensagem do Evangelho! É urgente transmiti-la!”. 

Depois do momento formativo, as senhoras se reuniram numa sala à parte, sob a coordenação de Margarete Martins, esposa do Diácono Almir, de Imbituba. Enquanto isso, os senhores permaneceram reunidos no Auditório. O Diácono Simão motivou os colegas a partilharem dúvidas e experiências de vida a respeito do ministério diaconal. 

Após uma hora de enriquecedora partilha, homens e mulheres voltaram a se reunir para um fraterno plenário. 

D. João comunicou que todos foram aprovados nos Escrutínios realizados entre o clero e lideranças leigas da Diocese. Assim, nas próximas semanas, poderão encaminhar o pedido pessoal ao Sr. Bispo solicitando a Admissão entre os Candidatos à Ordem Sacra do Diaconado. Em seguida, farão o Rito de Admissão numa Missa em suas Paróquias. 

No início do ano, também em suas comunidades, receberão o Ministério do Leitorado e, em meados do ano, o Ministério do Acolitado. Após seis meses, serão ordenados Diáconos Permanentes, conforme agenda marcada com D. João. 

“Ninguém se sinta pressionado a ser ordenado agora. Se precisar de mais tempo, iremos compreender. É preciso se sentir muito livre, diante de Deus, da Igreja, da comunidade, da sua família e de si mesmo. Sejam estes próximos meses um tempo de muita oração e discernimento. Não fiquem com dúvidas; busquem conversar. É nosso desejo que, depois, possamos reunir todos os ordenados numa grande celebração de ação de graças na Catedral”, comentou o Senhor Bispo.

O encontro desta tarde terminou às 17h com a bênção final e o lanche compartilhado.

Mais Sugestões
Santas Missões Populares
Jornal Diocese em Foco
Vocações
Logotipo Paróquia Laguna

- Paróquia Laguna -
Praça Vidal Ramos, 26 | Centro
88.790-000 | Laguna | SC
stoantonio_laguna@hotmail.com
(48) 3644-2214

© 2019 Copyright Paróquia Laguna - Todos os direitos reservados

© 2019 Copyright Paróquia Laguna
Todos os direitos reservados
KleinCode | paxweb.com.br